O mês de dezembro marca uma grande mobilização nacional sobre prevenção ao vírus HIV, Aids e outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). Em atenção à campanha Dezembro Vermelho – instituída a partir da Lei 13.504 –, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Santa Terezinha, em Alagoinhas, promove, até esta sexta-feira (18), uma programação especial para informar sobre essas doenças, medidas de detecção e tratamentos.

Para chamar atenção para as medidas de prevenção, assistência e proteção e promoção dos direitos das pessoas infectadas com o HIV, a cada encontro, um membro da equipe multidisciplinar da UPA conduz uma palestra. As atividades acontecem na recepção da unidade, em formato de “sala de espera”, com representantes da enfermagem, serviço social, radiologia, nutrição, farmácia, fisioterapia ou higienização é responsável por conduzir o bate-papo sobre saúde do homem.

Na avaliação do superintendente do Instituto 2 de Julho – organização social que administra a UPA de Santa Terezinha –, Adnailson Lima, a ação serve como lembrete para a importância da prevenção das doenças sexualmente transmissíveis e, também, do rastreio, já que o Ministério da Saúde acredita que ainda há no Brasil 135 mil pessoas vivendo com HIV sem saber. “As campanhas cumprem um papel de alertar a todos sobre a importância de realizar o teste. Hoje, a notificação para infecção pelo HIV é obrigatória, assim como o tratamento para todas as pessoas vivendo com HIV. Cabe ressaltar, no entanto, que ter HIV não significa desenvolver Aids”, lembra ele.

Atualmente, no mundo, o HIV infecta 1,7 milhão de pessoas, ao ano, e mata cerca de 690 mil. Somente na Bahia, nos últimos 10 anos, 6.292 pessoas morreram por causa da doença. O estado registrou, de janeiro a novembro de 2020, 321 novos casos.

Segundo dados do Ministério da Saúde e do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), a cada 15 minutos uma pessoa se infecta com o vírus no Brasil. Além do preservativo, há métodos de prevenção como a Profilaxia Pós-Exposição ao HIV (PEP) – medicação que pode ser tomada até 72h depois da exposição a uma situação de risco – e a Prevenção Combinada, que é o uso de medicamentos que diminuem a carga viral, reduzindo as chances de uma pessoa soropositiva transmitir o vírus para outra pessoa durante a relação sexual.

UPA de Santa Terezinha

Inaugurada em 29 de abril deste ano, a UPA de Santa Terezinha é a única unidade de complexidade intermediária da cidade de Alagoinhas, a 118 km de Salvador. É administrada pelo Instituto 2 de Julho e, devido à emergência sanitária desencadeada pela Covid-19, funciona, temporariamente, com exclusividade para pacientes com suspeita e/ou confirmação da doença.